quarta-feira, janeiro 14, 2009

Ainda as tranformações que querem fazer ás AGS

Aproveito 2 posts colocados no blog de companheiros da luta www.ultimaroulote.blogspot.com que dizem tudo o que penso sobre a propalada inovação que Soares Franco pretende dar ás assembleias gerais, ou áquilo que as substituirá:

Amigos dos Amigos

Acabei de receber quatro sms do Sporting a incentivar-me à participação na vida do clube. Simultaneamente leio, no jornal do SCP, a coluna desse colunável senhor que vem destapando, pela 2ªsemana consecutiva, a sua proposta de revisão estatutária de tamanho familiar e que deverá "recomendar" no Congresso. Defende que as AG deixem de existir como sempre existiram. Isto é, daqui para a frente «o povo sportinguista deverá ter consciência de que as Assembleias Gerais universais, só para eleger os seus representantes ou referendar determinadas deliberações de importância fundamental. Para todas as outras matérias de competência da Assembleia Geral, deverá eleger delegados a um órgão (para mim, o Conselho Leonino, com mais membros) a quem essa competência deverá ser delegada.»
A razão para isto, como é habitual neste personagem, não é explícita. Os argumentos apontados são de desmanchar a rir (ou a chorar). Diz-nos que tem a ver com uma simples transposição daquilo que se passa no País e nos partidos (democracia representativa) e porque há questões "fundamentais" (mais um critério claríssimo) que não podem ser decididas "nem por meia dúzia nem por uma multidão". Isto é o horror, oh meu Deus!, livrai-nos das multidões de sócios interessados em participar!!...
Mas se esta proposta de aniquilar o associativismo em 97 minutos e meio não vos assusta, eu deixo-vos o requinte da prosápia despudorada deste ex-post-ex-candidato à presidência: «Acresce que o que proponho proporciona maior participação dos sócios do Sporting na vida do Clube, e de uma forma mais regular. (...). Quando o tema é importante e exige discussão, temos de alugar espaços (com as despesas inerentes...), não há tempo para discutir nada, e as votações são para os mais resistentes!...». É no mínimo imoral colar o argumento da "ausência de pavilhão" à inexistência de salas baratas para justificar o que defende. Passa a ser duplamente imoral quando alguém que se queixa do pouco tempo disponivel para discussão tenha sido o "grilo falante" da AG de 28 de Maio, após ter "coleccionado" longos minutos de antena com inscrições doutros sócios. Não é assustador o xico-espertismo de Dias Ferreira. Mas é assustador saber que, apesar de ser um amigo de 3ª fila, isto é ideiazinha para a Direcção - seja com Franco ou outro dos seus amigos - levar à AG e, com a ajuda dos amigos de 1ª fila, sentenciar de vez o fim de um dos pilares do associativismo e um lugar único de reprodução do vínculo e cultura do clube. Impressiona como não conseguem propor nada que não seja passe por decapitar a base social do clube para entregá-lo a amigos (da SAD à África do Sul). Impressiona ainda mais como há sportinguistas que não vêm o perigo que isto representa.
E para quem acha que os destinos do clube estão melhor entregues a mais Conselheiros Leoninos é favor lerem a posta do 1906 Luta e Resiste que legitimamente se interroga:

"Deve ser só impressão mas a gamela vai rodando e os nomes pouco se alteram, tudo isto não passará de uma grande coincidência cósmica? Ou esta cambada de dirigentes a conselheiros é tudo malta que se vende por 2 copos de tinto?"

Como dizia o Bonga, amigo do amigo, amigo é. E parece ser este o lema de um clube centenário cada vez mais transformado numa coutada !



Os "politicamente correctos"

Uma das lições que tiro deste consulado de FSF no Sporting é a de que o apoio às suas ideias, ao contrário do que por muito tempo pensei, não vem exclusivamente daquela facção de sportinguistas a que alguns chamaram "dos 25", a franja mais antiga de sócios do Clube, minoria que tem a maioria dos votos nas AGs. Quem afinal desequilibra a balança é a facção do "politicamente correcto". São estes que fazem pender o prato da balança tangencialmente para o lado dos apoiantes do Franco. Na hora da verdade estão com as teses de destruição do SCP.

Os do "politicamente correcto" são escravos do contraditório e conseguem ver virtude nas mais selváticas acções.
É notório que o presidente e a sua pandilha estão a escaqueirar o clube todo? Ah, mas ele equilibrou não sei que rubrica do orçamento.
É notório que há uma manobra para entregar o Clube a entidades externas, que nada têm a ver com o Sporting e alienar tudo em favor de uma entidade espúria (a SAD) que foi criada como um mero instrumento do Sporting, mas que se transformou no seu "patrão"? Ah, mas ele quer "modernizar".
É notório que Soares Franco diz, preto no branco, que não lhe interessa um Sporting de sócios? Ah, mas ele queixou-se da falta de militância e ele até quer aumentar o número de sócios...
É notório que ele diz que as "organizações mudam" (leia-se: o que é teu hoje tem de passar a ser meu amanhã, porque isso é que é moderno)? Ah, mas isso é porque ele quer novas formas de participação e até propõe novas formas de AG... Mas, como? Sem sócios...?
Enfim, os exemplos, mais ou menos caricatos, multiplicam-se.
As contradições deste presidente (há quem lhe chame sem papas na língua mentiras!) são imensas, notórias e ao longo destes três anos houve muita gente a denunciá-las. Mas, esbarraram sempre com os amigos do "politicamente correcto". Que reclamam o respeito e o equilíbrio entre todas as opiniões, mas que, curiosamente, não respeitam as opiniões de quem se opõe a toda esta manobra e colaboram, activa ou passivamente, na tentativa de silenciar as suas razões.
No contexto deste "equilíbrio de opiniões" a direcção e o seu presidente têm sempre o benefício da dúvida. Os que denunciam a situação do Sporting são radicais, e assim arrumados nessa categoria, a sua voz é sempre cortada. Os do "politicamente correcto" são um instrumento precioso dos inimigos do Sporting. São inimigos do Sporting.
Veja-se o que se passa com o Movimento Leão de Verdade, a título de exemplo. O que o grupo de sócios que faz parte deste Movimento pediu é perfeitamente legítimo e foi feito dentro de todas as regras. Não vi os defensores do "politicamente correcto" saírem em defesa do Movimento e exigirem claramente que seja dada voz a estes sócios e que estas suas pretensões sejam satisfeitas. Até para esclarecimento total das questões e numa perspectiva... "politicamente correcta".
O folhetim da resposta da direcção às pretensões do Movimento tem a marca desta direcção. Espelha bem a sua maneira de actuar e o respeito que lhes merecem os Sportinguistas.
Não! Aquilo a que todos assistimos, nomeadamente na última AG, foi a uma manipulação absolutamente vergonhosa e descarada dos direitos destes sócios, que têm legítimas e não esclarecidas dúvidas, e o seu silenciamento (*).
Calaram-se os "politicamente correctos". Fizeram mal. Deveriam, em nome da correcção de procedimentos, concordando ou não com as posições do Movimento, ter feito coro com este e exigido firmemente que lhe fosse dada a sua legítima voz. Nunca os ouvi dizer: faça-se a auditoria e esclareçam-se os assuntos levantados por estes sócios para além de qualquer dúvida.
Tem sido este, em síntese, o modo de actuar dos "politicamente correctos".
E lá vão continuando. Já depois do anúncio que fez de não se recandidatar (vamos ver, vamos ver...), Soares Franco continua a contar com uma falange de amigos "politicamente correctos" que insiste na bondade das suas (dele) acções, escondendo as contradições gritantes, e silenciando a chantagem e a manipulação a que o presidente do Sporting sujeita os Sportinguistas.
São os sportinguistas do empate. São os empatas. Vêm pela calada para empatar. São conservadores disfarçados de cordeiros. São estes os verdadeiros inimigos da mudança. São estes os verdadeiros inimigos do Sporting. Porque com eles não sabemos com o que contamos.
Não tenho qualquer prurido em o dizer claramente: sou inimigo do "politicamente correcto".


(*) O que nos leva a uma outra questão. A imagem da última AG com uma correria de gente a votar e os oradores --que sobraram depois da arenga miserável consentida ao dr. Dias Ferreira-- a tentarem, coitados, expôr as suas razões perante uma turba de gente completamente descontrolada, não me sai da memória. As AGs são dirigidas por uma pessoa sobre quem se fala com insistência que pode vir a ser candidato. Por mim estou em estado de "alerta máximo" relativamente a uma possível candidatura deste "felino" de arribação.


Obrigado á ultimaroulote por este 2 posts tão elucidativos sobre aquilo que querem tirar aos sócios!

5 comentários:

Anónimo disse...

As assembleia gerais são as reuniões magnas dos sócios! E isso ninguém nos pode tirar!


SPORTING SEMPRE DOS SÒCIOS!

fratelo bastardo disse...

graças a um ou 2 filhos da puta, foste obrigado a moderar os comentários. compreende-se.

se precisares de ajuda para cortar uma orelha aos engraçadinhos, avisa. ;)

Sporting Sempre... dos Sócios!!!

NMC disse...

Amigo fratelo,

porque existe gente que nos inveja ,e que nao consegue espinha direita,e como tal nunca aparecem e escondem-se sempre no anonimato, tomamos a medida de moderar os comentarios!

Os tempos que se avizinham são dificeis para esta gente! Sabem que somos unidos ,e que não lhes entregamos o Sporting! Sabem que vamos estar em força na proxima assembleia, como sabem que vamos estar em froça no congresso, como sabem que estaremos em força no Funchal no proximo sabado...

Eles sabem que nós sabemos quem eles são!

SEMPRE A COMBATER!

SPORTING SEMPRE ...DE TODOS NÓS QUE O AMAMOS!

fratelo bastardo disse...

da parte que me toca, podem tirar o cavalinho da chuva que não lhes entrego o clube de mão beijada.

vão ter que levar comigo e, espero, com os restantes fratelli. digo "levar" no bom e no mau sentido.

se por manifesta desgraça conseguirem roubar-nos o futebol e aniquilar o clube, podem contar com uns joguinhos de interdição à minha pala, que eu sei bem como é que se faz.

depois podem mandar a conta ao oliveira ou ao baltazar.

Pedro disse...

Que não queiram guerras com as pessoas erradas...é que os meninos que gostam dos jogos de bastidores e de colocar noticias nos jornais, vivendo de ameaças, só fazem essas coisas com outros meninos.
Connosco, vão sentir os tomates bem apertados!
E não se esqueçam de uma coisa...há mais de 100 anos que o Sporting é dos sócios! Não são estes iluminados que o vão tirar!