segunda-feira, fevereiro 18, 2008

Jogar de Botas Laranjas

Meus amigos à algum tempo que venho prometendo escrever um pouco sobre este tema, que não parecendo toca em muitos pontos da nossa fragilidade enquanto equipa de futebol...Seria isto possível no FC Porto de Pinto da Costa? NÃO
É no mínimo estranho haver jogadores da nossa equipa de futebol a jogarem de botas laranjas, sendo que me refiro a Ronni, Miguel Veloso, Celsinho, Tiuí, Djaló(antes da lesão), no meu tempo até descanso eu jogava pelo meu Sporting, ou então calçava as primeiras botas que me vinham calhar aos pés... É que isto de calçar botinha laranja é meio caminho andado para ter reflexo no relvado quando é preciso trabalhar e dar o litro, e vejam os exemplos de grande entrega dos artistas, todos novinhos e com a mania que já são vedetas e não estou a falar só do veloso...Ao invés valha-nos a disciplina, profissionalismo, garra e empenho de outros tão jovens como estes mas bem diferentes na atitude e humildade na hora do trabalho, Moutinho, Vukcevic e Rui Patrício não precisam das botas alaranjadas para darem sumo de ESFORÇO,DEDICAÇÃO,DEVOÇÃO que concerteza os irá levar à Glória e isto sim é o nosso SPORTING...

Menos estranho não é toda a passividade do Ditador(desculpem queria dizer p.bento) sobre este assunto, parecendo muito premissívo a estes mimados pupilos, com o aval e falta de coragem dos Dirigentes em colocar em ordem o que já está descambado, p.bento há imagem dos seus dirigentes é de gostos, proteje uns e queima outros, os que falam muito são encostados(Paredes, C.Martins, Stoijkovic, Sá Pinto...) , talvés agora possamos perceber melhor as palavras do Liédson no último Natal, em que parece transmitir alguma divisão no balneário entre os que falam bem e aceitam o treinador e os que o questionam e o colocam à prova, mas a Liédson pela sua influência e rendimento, p.bento ainda não conseguio calar, apesar de uns castigozitos para inglês ver...

1 comentário:

BGANTE disse...

O problema não está na bota laranja, no brinco ou no cabelo apanhado...O problema está na falta de exigência e na chamada falta de mística e cultura Sportinguista