quarta-feira, setembro 17, 2008

Substitução à Queiroz

No rescaldo de Barcelona, depois de mais uma fraca prestação europeia, no meio de alguns temas que poderia abordar, escolho apenas um!
A substituição à Queiroz!!! Estava o Sporting, com ligeiro ascendente, não sei se por nosso mérito ou demérito do Barça, acabadinho de marcar um golo, que naquela altura, nos pareceu caído do céu, e o nosso treinador faz uma substituição com alteração táctica que aniquila, uma equipa já de si pouco confiante e ambiciosa. Tira o lateral esquerdo e passa o trinco para defesa!!!! Será que ninguém em Alvalade mostrou o video do Sporting 3 Benfica 6 que nos custou um título??!?!?!?
Afinal parece que aprendemos pouco com o jogo de Madrid.

Saudações

2 comentários:

JFM - Mealhada disse...

E trocar o Djaló pelo Postiga quando o Derlei a única coisa que fez foi estar fora de jogo é de bradar aos céus. Demonstra falta de ambição e medo de levar ainda mais, pois para trocar jogador por jogador também eu era treinador.
Mas pior ainda: O PB tem fobia aos bons jogadores de futebol pois embirra com eles todos. O caso Vuk já cheira mal, penso que está a ser mal conduzido, ainda por cima com o aval da direcção. Eu se fosse sócio (não sou porque infelizmente não posso), sentia-me no direito de exigir explicações, pelo menos de algumas situações.
Em vez de se preocuparem tanto com as "personas non gratas" deveriam preocupar-se mais em ter uma equipa competitiva. Mas é pedir muito, eles percebem é de balancetes e relatórios de contas. Nesse campo somos campeões de certeza.

Visconde disse...

Uma equipa leonina com demasiados receios e longe do que pode e deve mostrar. Faltou agressividade, concentração, disponibilidade e mais atitude.
Espero que Paulo Bento tira as ilações certas e sábado apresente Veloso a trinco e Moutinho a 10, ou então voltaremos a dar-nos a curto prazo.
Agora é tempo de levantar a moral e vencer mais uma final no fim de semana. Depois virá o Basileia e os nossos primeiros 3 pontos.
Como não havia motivos para grandes euforias, também agora não há para grandes dramatismos.

Abraço